Viva a Vida !

Este blog destina-se aos meus amigos e conhecidos assim como aos visitantes que nele queiram colaborar..... «Olá, Diga Bom Dia com Alegria, Boa Tarde, sem Alarde, Boa Noite, sem Açoite ! E Viva a Vida, com Humor / Amor, Alegria e Fantasia» ! Ah ! E não esquecer alguns trocos para os gastos (Victor Nogueira) ..... «Nada do que é humano me é estranho» (Terêncio)....«Aprender, Aprender Sempre !» (Lenine)

quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Escrito a Quente

Encontrei esta entrada no blog da Belisa e vim ter aqui. E fui lendo página a página os textos que me comoveram deveras. Como dizem os meus filhos, lá está o pai com o brilhozinho nos olhos.
.
O que me encantou neste blog, a mim que sou um misto de racionalidade e sentimento sempre em luta, de reserva e de espontaneidade, é ter ficado comovido com as tuas linhas simples, mesmo quando «falas» de algo importante. E da poesia que da tua prosa muitas vezes nasce. Gostei de «ver-te» por detrás do que escreves. Nunca escrevi isto nos meus comentários, embora seja o tema dum dos meus primeiros «poemas»: Obrigado (i.e., agradecido) pelo que vi e que me comoveu!
.
Há dois anos que não vou à Festa e depois fico sempre com pena porque «não» fui e porque assim não tive oportunidade de ver amigos e amigas inesperadamente no ponto de encontro que a Festa é.
.
Foi este o comentário que deixei em Escrito a Quente um cantinho que vale a pena conhecer. Vão por mim :-)

Victor Nogueira

4 comentários:

De Amor e de Terra disse...

Corroboro a tua opinião.
Vão e apreciem, que vale a pena!!!





Maria Mamede

a.filoxera disse...

Que bom!... Vocês já me fizeram sentir que ganhei o dia.
Estou comovida. É óptimo saber que apreviam o que fazemos.
As alegrias, para mim, têm sido poucas nos últimos tempos. Mas o Victor, com este post, e a Maria, com o comentário e os gestos com que me tem mimado, puxaram-me um sorriso. Estava acondicionado, discretamente, no meu mais recôndito espacinho interior e agora está aqui, na minha cara, para todos o verem.
Muito obrigada pela vossa generosidade.
Um abraço amigo.

Estrela Cadente disse...

Achas que uma estrela cadente tem norte ou sul?
Teve o Universo inteiro porque quando a vemos ela já não existe. Foi o seu fim em beleza como o nosso devia ser.
Obrigada a visita ao meu espaço e a possibilidade de ver outros muito bons que estou a adorar.
Quanto à casa era junto à Sé, com aquela vista espectacular até Cascais.
Mais uma vez obrigada

Estrela Cadente disse...

Pois não a casa não é onde supõe. É na Baixa lá isso é, e muito visível para quem lá vai, só que nós olhamos sem olhos de ver para o que nos rodeia a maior parte das vezes.
Quanto a mim não sou um cometa, porque apareço com frequência. Só que, como estrela cadente que sou quando um dia olharem posso já ter desaparecido.
Vivo a muitos anos luz numa galáxia distante, até pode ser que, quando receber este comentário já tenha deixado de existir. Quem sabe?...