Viva a Vida !

Este blog destina-se aos meus amigos e conhecidos assim como aos visitantes que nele queiram colaborar..... «Olá, Diga Bom Dia com Alegria, Boa Tarde, sem Alarde, Boa Noite, sem Açoite ! E Viva a Vida, com Humor / Amor, Alegria e Fantasia» ! Ah ! E não esquecer alguns trocos para os gastos (Victor Nogueira) ..... «Nada do que é humano me é estranho» (Terêncio)....«Aprender, Aprender Sempre !» (Lenine)

domingo, 6 de janeiro de 2008

2 poemas de Maria Mamede

E assim vou cumprindo a promessa...

.

SE EU PUDESSE...

.

Se eu pudesse ser uma andorinha

Que vem e vai nas estações previstas

Em busca de calor

Atravessando mares!

Pudesse eu ser uma andorinha!...

Pudesse eu ser uma gota de chuva

Que a seca, às vezes permite

À boca ressequida das orquídeas;

Pudesse eu ser uma gota de chuva!...

Pudesse eu ser o fluxo das marés

As fases da lua

A direcção dos ventos

O cintilar das estrelas

Ah! Pudesse eu ser!

E seria eternamente presente

Na tua vida!...

.

Maria Mamede

ESCREVO? LOGO RESPIRO!

.

Escrevo? Logo respiro

que a vida só é verdade

nos grandes actos de amor

e escrevendo, expondo a alma

passa a raiva, chega a calma

e até o sono é melhor...

escrevo e fico feliz

por tudo o que aparece

neste branco onde o matiz

fala da vida, da dor

das vielas do amor

das veias da dor serena;

escrevo e tudo me esquece

tudo mais é acessório

que o mundo só acontece

nesse momento ilusório

em que nasce O Poema!

O resto, pode ser lume

pode ser água salgada

pode até ser ribeirinho

a fazer o seu caminho

no tempo da enxurrada

mas não será mais que isso...

acessório e mais nada;

porque só o Poema importa

só ele me abre a porta

à plena felicidade

só ele tem o condão

de me levantar do chão

e de me dar liberdade!

Só ele traz a fragrância

que vive em mim e é distância

no mundo largo da vida

só ele é paz e é calma

doce bálsamo da alma

(pássaro de asa ferida).

E o Poema chegado

não há tempo, nem pecado

que não tenha remissão

pode mesmo ser algema

pode até ser escravidão

mas é uma janela aberta

na mente, sempre desperta

porque é libertação;

escrevo, logo respiro!

Escrever e respirar

São o mesmo para mim;

não importa qual o tema

respirar está no Poema

como o Poema em mim!...

M.M.

2 comentários:

Maria Simplesmente disse...

Lindos estes poemas de Maria Mamede!

De Amor e de Terra disse...

Obrigada Victor, SEMPRE!!!


Bj

Maria Mamede