Viva a Vida !

Este blog destina-se aos meus amigos e conhecidos assim como aos visitantes que nele queiram colaborar..... «Olá, Diga Bom Dia com Alegria, Boa Tarde, sem Alarde, Boa Noite, sem Açoite ! E Viva a Vida, com Humor / Amor, Alegria e Fantasia» ! Ah ! E não esquecer alguns trocos para os gastos (Victor Nogueira) ..... «Nada do que é humano me é estranho» (Terêncio)....«Aprender, Aprender Sempre !» (Lenine)

terça-feira, 11 de março de 2008

Gracias pela expressão da vossa gentileza que retribuo ...

.

CORAÇÃO ROSA DOS VENTOS

.

A tua carta é um pássaro pintado

---------------------com emoção e alegria!

Cada folha é uma seara dividida em quatro e

na delicadeza do teu olhar

sou um rio

-----leve rumor

-----suave brisa que passa e canta!

.

Victor Nogueira

(Setúbal, 1992)

.

.

1.

muito obrigada

concordo que todos os dias deviam ser especiais

e tento que isso aconteça

mas tal como tenho todos os meses a uma determinada quarta-feira um jantar de amigos muito especiais, também gosto de estar todos os anos a um determinado dia 8de março com muitas mulheres para nos rirmos e divertirmos como se andassemos todas ainda na mesma escola

confesso que não tenho razões de queixa em ser mulher e para mim é fácil ter dias especias quando os promovo, mas conhecendo a vivência de outras mulheres neste dia 8, sei que isso ainda não é uma realidade em todas as casas.

e por isso e só por isso, vamos dar um bocadinho de alegria e de liberdade a algumas mulheres no dia 8 de março, eu estarei lá para tornar a festa bem divertida

.

Dina

.

2. -

Bom dia !

Espero que tudo vá, pelo menos um pouco melhor, por aí.

Gostei muito do Poema.

Porém, também concordo contigo que não deveria ser necessário haver Dias Especiais no calendário, para lembrar o que deveria ser absolutamente natural e tu enumeras.

Espero que o mundo vá tomando consciência, à medida que avança, dessa necessidade, ou seja, que este nosso Mundo (falo das pessoas naturalmente) seja , cada vez mais, capaz de ser mais HUMANO!!!

.

Maria Mamede

Olá Victor, boa noite!

Como sempre gosto do que escreves e descreves nos teus Blogs.

E neste dia, vem a lume com maior intensidade o que deveria ser comum no nosso dia a dia.

Infelizmente continua a ser necessário haver dias especiais.

Bj

Maria Mamede

.

3. -

.

Muito obrigada querido amigo

Felicidades para ti

Laura

.

4. -

.

Obrigada Victor esta tua oferta neste "dia especial", mas gostei da tua lembrança sem gostar do dia.

Não gosto, várias vezes tenho dito isso nos meus blogs, de dias especiais.

Não gosto dos dias em que os homens se lembram de oferecer perfumes e flores para compensar outras coisas que não dão porque nem se lembram que existem, como o carinho, um beijo, um abraço ... o que se costuma dizer uma palmadinha nas costas.

Sou mulher todos os dias, todos os dias gosto de perfumes, todos dias gosto de flores, todos os dias tenho os meus direitos sem espezinhar os direitos dos outros

e todos os dias vejo mulheres serem espezinhadas, principalmente nos seus sentimentos.

Se eu pudesse abolia os dias especiais, dias de consumismo sem razão de ser, assim como este, outros dias.

Quantas vezes depois duma noite marcada pou um olho negro a mulher é obrigada a enfeitar-se para sair com o companheiro, vistosamente decorada, nos lábios um sorriso bem pintado para que todos digam "aqui mora a felicidade".

Aceito o teu poema, mas renego o dia.

Não me leves a mal, mas eu não posso aceitar aquilo que detesto.

Obrigada e um beijo da

Maria

PS - Mando-te algo que recebi há tempo.

.
5. -
.

Gostei muito do poema

um beijinho

Gábi
.

6. -

.

Muito grata pelo poema!
Aliás, a melhor maneira de agradecimento será o de o divulgar.
Bom fim de semana.

São

.

7.-
Caro Vitor,

Obrigada pelo teu e-mail, neste dia em que uma sociedade sem equilibrio de espírito, ainda comemora o Dia da Mulher.
.
Posso publicar no meu blog o teu e-mail? Com a devida referência claro.

Um beijo e uma boa tarde

Titá
.


Caro Victor,

Obrigada!
.
Já publiquei. Aguardo que me confirmes se está do teu agrado.
.
Logo abaixo do teu poema, está um desafio que proponho aos visitantes daquele espaço. Gostava de ter a tua participação.
.
beijo

.

Obrigada Vitor.

Neste dia entre um e outro (6 de Março e 8 de Março) mando-te um beijo e obrigada por te lembrares das mulheres, que continuam a ser oprimidas.

Apetece-me transcrever uma frase do nosso imortal Camarada Álvaro Cunhal "Embora na sociedade capitalista o homem possa ser um instrumento de opressão da mulher, o inimigo a apontar não é o homem, mas o capitalismo."

Fátima
.

9. -

.

já tinha gostado... agora gostei mais ainda...

abraço

Luísa

.

10. -

.

Camarada, "roubei-te" alguma da informação que aqui tens sobre Mulheres para inserir numa crónica semanal que leio aos microfones do Clube Asas do Atlântico e depois publico no meu blog Mulheres de Atenas. Claro que fiz menção da fonte. Espero q não te aborreças pelo "abuso"


Beijo

Ana
.
11. -
.

Olá!

Gostei de ler e ver que o dia da mulher, neste blog, não foi só no dia 8, continua a informação e eu continuo a aprender sempre!
.
Qual será o próximo dia especial? Ah! o dia do pai? Não tenho nada contra, mas acho que já existem dias especiais a mais! Só faltam "aqueles dias especiais" em que não haverá fome, injustiça, desigualdades, lutas e tantas outras coisas...mas para esse dias chegarem...temos que passar por estes?
.
Assim o espero! Pois não consigo imaginar doutra maneira.
.
Há que ter esperança e lutar! Mas está difícil!!!
.
Fica bem e boa semana.
.
Beijinhos "estreladitos"!(dos que fazem barulho, inventei agora)
.
Belisa
.
.
12. -
.
.
Por muito que se escreva, por muito que se leia, por muito que se medite no que se lê e escreve, a mulher continua a ser descriminada por muitos para quem ela é somente um meio de prazer e criada para um único fim.
.
Este poema [De repente semeoas o ar] é lindo mas... muito triste.
.
Bj
.
Maria, Simplesmente
.
.
13. -
.
[e a quem falou comigo de viva voz]
.

Ester
.
.
14. -
.
.

OBRIGADA

.

Um abraço enorme ;)

Diná.

.

15. -



E a quem pensou contactar-me, por escrito ou de viva voz, mas as vicissutides da vida, o trabalho ou a falta de tempo livre não possibilitaram pelo menos escrever o «olá« mais ou menos sorridente que pretendiam.
.
.

3 comentários:

Kalinka disse...

Mano
depois de ter falado contigo, estive tãooooooo mal, pensei que morria, parou a digestão...nem imaginas!!!
Desde domingo pelas 23h que tudo o que como, vomito.
Estou debilitada, sem forças.
Beijos.

historias do dia a dia disse...

Um "Olá" só é bem vindo quando não é obrigado!...
Eu por exemplo gosto sempre dum "Olá"!...
Bj
Maria

Rosa dos Ventos disse...

Com este título, esta temática e este autor tinha que gostar mesmo!

Abraço