Viva a Vida !

Este blog destina-se aos meus amigos e conhecidos assim como aos visitantes que nele queiram colaborar..... «Olá, Diga Bom Dia com Alegria, Boa Tarde, sem Alarde, Boa Noite, sem Açoite ! E Viva a Vida, com Humor / Amor, Alegria e Fantasia» ! Ah ! E não esquecer alguns trocos para os gastos (Victor Nogueira) ..... «Nada do que é humano me é estranho» (Terêncio)....«Aprender, Aprender Sempre !» (Lenine)

sábado, 22 de dezembro de 2007

Júlio Pêgo - Três contribuições

Júlio Pêgo deixou um novo comentário na sua mensagem " Reportagem - Momentos da Festa Quadros: ...":
.

Paul Cézanne - Jogadores


Rever Paul Cézanne é sempre estimulante. Passou, no seu tempo, ao largo do reconhecimento público, mas hoje é considerado o Mestre, o pai da arte moderna. O intimismo dos jogadores de cartas traz à pintura, a dimensão psicológica a interacção de sentimentos, a interioridade humana.A partir daí a arte passou do reflexo das coisas à essência, ao cerne das coisas.
.
Júlio Pêgo
17 Junho, 2007
.
.
Júlio Pêgo deixou um novo comentário na sua mensagem " A Arte de Dias Coelho Quer na escultura, quer ...":
.





Seria interessante o "Kant_O_XimPi" reproduzir algumas obras do Esc. Dias-Coelho, assassinado pela PIDE. [clicar na hiperligação] Para além de ser um acto de cultura, seria também de homenagem.
.
Notável a obra do K. Malevitch.


.
Júlio Pêgo
13 Junho, 2007
.
.
ADENDA - VN
.


sobre Malevitch

.

GILLES NERET
.
Baudekaire perguntava: "O que é a modernidade?" Foi preciso algum tempo para que os quatro pilares et da arte do século 20 pudessem responder a esta pergunta: Picasso atomizando as formas, Matisse fazendo explodir a cor, Duchamp inventando o ready-made entretanto para melhor destruir a própria obra e Malevictch brandindo o seu ícone Quadrado Negro Sobre Fundo Malevitch Branco, como um crucifixo. Cada um, a sua maneira, podia dizer, como Picasso, em 1923, a A H. Barr! "Por meio da arte, nós exprimimos aquilo que a natureza não é" É o que Malevitch dirá, à maneira russa, a propósito do seu famoso quadro: "Camaradas, ergam-se, subtraiam-se à tirania das coisas."
.
Livro premiado em português lusitano.
.
Para saber mais ver:
.

2 comentários:

Maria disse...

Bela comparticipação.
Não conhecia Júlio Pêgo nem Malevictch.
Vou tentar procuarar, espero que encontre, pois este texto abriu-me o apetite
Maria

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá amigo, bela postagem.
Tenho uma prendinha para si no Fotos-Fernanda.
Muitos beijinhos,
Fernandinha