Viva a Vida !

Este blog destina-se aos meus amigos e conhecidos assim como aos visitantes que nele queiram colaborar..... «Olá, Diga Bom Dia com Alegria, Boa Tarde, sem Alarde, Boa Noite, sem Açoite ! E Viva a Vida, com Humor / Amor, Alegria e Fantasia» ! Ah ! E não esquecer alguns trocos para os gastos (Victor Nogueira) ..... «Nada do que é humano me é estranho» (Terêncio)....«Aprender, Aprender Sempre !» (Lenine)

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Conversa e Poesia pela madrugada fora (1)


[02:39] <|_Hera_|> Sem ti um outro silêncio que não o teu

[02:39] Espero o teu, Maria! :-)

[02:39] <|_Hera_|> a ausência da palavra é inefável

[02:40] <|_Hera_|> Falta-me o teu silêncio,o vazio das palavras que não trocamos

[02:41] <|_Hera_|> O verbo inexistente,a frase inédita

[02:41] <|_Hera_|> Em ti o adultério da voz,a interioridade sem nós

[02:42] <|_Hera_|> Olhares fugazes,beijos efémeros,gestos indeléveis,carícias frágeis

[02:42] <|_Hera_|> Emudeço em ti e reclamo o teu silêncio

[02:43] <|_Hera_|> Partes,feneces,diluiste

[02:43] <|_Hera_|> És afinal quase nada...e tudo parece imenso

[02:43] <|_Hera_|> fim

Session Close: Tue Apr 20 03:12:52 1999

[22:01] <[Brightness]> QUE BELO DIA! (A)

[22:01] <[Brightness]> Que belo dia, meu amor!

[22:01] <[Brightness]> Daqueles dias concedido por Deus..

[22:01] <[Brightness]> só para serem vividos,

[22:01] <[Brightness]> se forem alegres e floridos!

[22:01] <[Brightness]> Daqueles que trazem logo de manhã

[22:01] <[Brightness]> a essência, d'alfazema e da romã

[22:01] <[Brightness]> Daqueles, com Céu azul, lindooo!!

[22:01] <[Brightness]> sem nuvens feias a toldarem

[22:01] <[Brightness]> esta tela quasi perfeita!

[22:01] <[Brightness]> E para que servem tais dias??

[22:01] <[Brightness]> Ahhhhh! Meu amor!!!

[22:01] <[Brightness]> Servem para sonhar...!

[22:01] <[Brightness]> servem para gargalhar,

[22:01] <[Brightness]> com a inocência das crianças!

[22:01] <[Brightness]> Servem para ensaiar uma danças

[22:01] <[Brightness]> Servem para fazer loucuras...

[22:01] <[Brightness]> daquelas q

[22:01] <[Brightness]> daquelas que nos fazem felizes!!

[22:01] <[Brightness]> por sermos sómente loucos...

[22:01] <[Brightness]> E pena, que sejamos tão poucos!

[22:02] <[Brightness]> Deixemos que o cheiro das gardénias

[22:02] <[Brightness]> nos intoxique....!

[22:02] <[Brightness]> Escutemos os pássaros

[22:02] <[Brightness]> nos campos, em despique,

[22:02] <[Brightness]> cantando Hinos de Amor Eterno!

[22:02] <[Brightness]> Pois Meu Amor! Já está certo!

[22:02] <[Brightness]> que cada dia fica mais perto!

[22:02] <[Brightness]> A chegada do Inverno!!

[22:02] <[Brightness]> 18.11.99

[22:02] <[Brightness]> .

[22:02] <[Brightness]> .

[22:02] <[Brightness]> .

[22:02] <[Brightness]> SOL MITOLOGICO

[22:02] <[Brightness]> Aquele raio áureo e quente,

[22:02] <[Brightness]> me desperta envolvente,

[22:02] <[Brightness]> ao romper de um novo dia!

[22:02] <[Brightness]> Me afaga, me beija, me ama

[22:02] <[Brightness]> me aquece e mantém como chama!

[22:02] <[Brightness]> Mais que o Sol...

[22:02] <[Brightness]> O Céu me embala

[22:02] <[Brightness]> por entre a janela da Sala!

[22:02] <[Brightness]> Onde começo a sonhar....

[22:02] <[Brightness]> Rumo a Ilhas Desconhecidas..

[22:02] <[Brightness]> e lá vou a velejar..!

[22:02] <[Brightness]> São ilhas-nuvem, que se dissipam

[22:02] <[Brightness]> ao mais leve sopro do vento!

[22:02] <[Brightness]> São Ilhas de musas e poetas

[22:02] <[Brightness]> Vindos de outros planetas

[22:02] <[Brightness]> que aqui se vêem Amar!

[22:02] <[Brightness]> E inventam trovas belas

[22:03] <[Brightness]> sempre simples e singelas,

[22:03] <[Brightness]> como deve

[22:03] <[Brightness]> como deve ser o Amor!

[22:03] <[Brightness]> ...Ouvem-se harpas tinindo

[22:03] <[Brightness]> e de trompetas seu clamor!

[22:03] <[Brightness]> Neste quadro Renascentista,

[22:03] <[Brightness]> sonho de um pobre artista,

[22:03] <[Brightness]> que se diz poeta-pintor....

[22:03] <[Brightness]> Falta o mais importante!

[22:03] <[Brightness]> Falto eu, e faltas tu...

[22:03] <[Brightness]> faltam nossas poesias,

[22:03] <[Brightness]> nossos amores e melodias!

[22:03] <[Brightness]> Faltam as flores,

[22:03] <[Brightness]> que pões em meu regaço

[22:03] <[Brightness]> enquanto me beijas

[22:03] <[Brightness]> num abraço!

[22:03] <[Brightness]> Faltam as duas personagens

[22:03] <[Brightness]> que do Amor ..

[22:03] <[Brightness]> São estandarte!

[22:03] <[Brightness]> A Vénus, deusa ditosa!

[22:03] <[Brightness]> e faltas tu...

[22:03] <[Brightness]> belo Marte!

[22:03] <[Brightness]> 18.11.99

[22:04] gostei e comoveram-me :-)

[22:04] têm ritmo e simplicidade

[22:05] <[Brightness]> :))

[22:05] <[Brightness]> sao despretenciosos

[22:05] <[Brightness]> nao sou poetisa

[22:05] <[Brightness]> escrevo so

[22:06] poetisa é a mulher que escreve poemas, usand metáforas

Session Close: Sat Nov 20 22:19:59 1999

] este escrevi hoje em resposta a outro que alguém me enviou

Siiiiiiimmmmmmmm?

[01:31] Bebamos pois o vinho

[01:31] e sejam nossas as bodas

[01:31] dos corpos ébrios

[01:31] de sol e das margaças

[01:32] deste chão

[01:32] onde me finjo rio

[01:32] e te reflicto

[01:32] cavalo ou toiro brvo

[01:32] cavalo ou toiro bravo

[01:33] louco amante

[01:33] das noites insomne

[01:33] das noites insomnes

não te preocupes com os erros de TC

[01:33] e das máos moldadas em taç

[01:33] e das máos moldadas em taça

[01:34] onde os meus seios são

[01:34] duas gaivotas

[01:34] brancas

[01:34] aladas

[01:34] FIM

Session Close:: Fri Jan 15 22:23:47 1999

[20:02] vou mandar o poema

[20:02] No labirinto da vida

[20:02] nasce um sol decadente

[20:02] De mãos atadas

[20:03] me rodeio de grades

[20:03] com o coroção encouraçado

[20:03] vejo o livro aberto

[20:03] sobre a mesa

[20:03] onde arde a pureza

[20:04] dos meus eternos versos

[20:04] Porquanto me renovo

[20:04] com a certeza

[20:05] de ver renascer

[20:05] a mais pura beleza

[20:05] da tua face

[20:05] sobre o meu peito

[20:05] do teu corpo

[20:05] que me persegue

[20:05] Faço de novo um verso

[20:06] para purificar

[20:06] o meu universo

[20:06] e o teu mundo que me aquece.

[20:07] ...

[20:08] acabou

[20:08] que tal?

[20:08] é mesmo lindo!

[20:10] vou mandar outro

[20:10] espero

[20:10] "Etéreo como o mar

[20:11] efêmero como a dor

[20:11] assim é que vou

[20:11] levando a vida

[20:11] como um beija-flor"

[20:12] vai mais um

[20:12] qd terminares um poema escreve por exemplo FIM :-)

[20:12] "Um grito

[20:13] sem dor

[20:13] apenas um orgasmo

[20:13] suado,

[20:13] a todo vapor

[20:13] Um prazer

[20:14] com muito amor" FIM

[20:15] gosto do modo como escreves

99.08.08

Session Start: Sat Nov 14 11:48:26 1998

Session Ident: Tentations (~imagina@pm-21-28.rn.ip.pt)

percebes espanhol

En un beso

sabras

todo lo que he callado.

--------------------------------------------------------------------------------

Cuando yo muerda un fruto

tu sabras su delicia

--------------------------------------------------------------------------------

Me gusta oir tu voz que corre pura

Como la voz del agua en movimiento.

--------------------------------------------------------------------------------

...y desde entonces eres, soy y somos,

y por amor sere, seras, seremos

--------------------------------------------------------------------------------

Quiero hacer contigo

lo que la

la primavera hace con los cerezos

Terminaste?

ERRO: Tentations não está no IRC!

Session Close: Sat Nov 14 11:52:24 1998

[00:31] sai do irc

[00:31] e depopis ?

[00:31] depois muda de servidor

[00:32] telepac2.ptnet.org estás neste

[00:32] muda para outro

[00:32] a seguir poe o nick e identifica-te

[00:32] para qual=? só tenho três - este da elepac, outro da ip de que sou expulso por falta de autorização e outro da ua a que não consigo ter acesso

[00:33] tenta rccn.ptnet.org

[00:34] tenta rccnPTnet.org é assim

[00:34] a esoterica tem algum servidor?

[00:34] tem

[00:35] mas se não fores cliente da exoterica não entras

[00:35] qual é, para acrescentar os dois

[00:35] esoterica

[00:35] já que sou cliente deles :-)

[00:35] não

[00:35] só o que tem PT com letra grande

[00:36] então a esoterica não tem servidor de acesso?

[00:37] então espera que te dou o adress

[00:37] esoterica.PTnet.org

[00:38] sou cliente da esoterica

[00:39] tenta

[00:39] mas no rcc... só puseste um ponto entre net e org

[00:39] e na esoterica puseste um ponto antes de ptnet e outro a seguir a esta exprssão. É mesmo assim?

[00:40] sim

[00:40] fiz o mesmo na rccn

[00:41] corrigiste e ficou apenas um ponto

[00:41] então são dois pontos?

[00:43] um ponto a seguir a esoterica e outro a seguir a net

[00:44] sai do irc e entra novamente

[00:44] mesmo com o mesmo servidor

[00:46] entrei pela esoterica e já não ando a passo de lesma

[00:47] Gracias

[00:47] manda sempre

[21:56] entao posso escrever-te uma poesia q fiz para ti?

[21:57] nao tem nada a ver com as tuas....

[21:57] é mt simples...

[21:57] aguardo

[21:58] ~"olhar

[21:58] o ceu e as estrelas

[21:58] o sol a brilhar

[21:59] a noite e o luar

[21:59] uovir

[21:59] as ondas do mar

[21:59] saber sorrir

[21:59] viver com os outros

[21:59] aeo dois

[21:59] é ser feliz........

[22:00] comunicar com alguem

[22:00] e ctg tambem

[22:00] amar tudo e todos

[22:00] e amar a vida

[22:00] é ser feliz.....

[22:00] eu qero

[22:00] ser feliz

[22:01] õlhando

[22:01] ouvindo

[22:01] sorrindo

[22:01] vivendo

[22:01] comunicando

[22:01] e amando.....

[22:01] maio de 1999

[22:02] niky

[22:02] muito lindo

[22:02] gostei mesmo

[22:02] achas????????????????

[22:02] foi para ti

[22:02] é verdade

[22:03] eu nao disse q te fazia um?

[22:03] afinal escreveste tu primeiro :-)

[22:03] fico muito contente

Session Close: Wed May 19 22:25:08 1999

[01:50] Ilusão desfeita

[01:50] .

[01:50] Partiram para longe as andorinhas

[01:50] À procura de melhores condições

[01:50] Partiram levando as alegrias minhas

[01:50] Partiram levando minhas ilusões

[01:50] .

[01:50] Não brilha mais o sol em meu redor

[01:50] No ar, já não paira a fantasia...

[01:50] Não canta mais alegre o rouxinol

[01:50] Nos campos já não há mais alegria.

[01:50] .

[01:50] Já não cantam as águas em seu leito,

[01:50] Nem os ventos transportam melodias,

[01:50] Nem perfumes, nem lindas poesias...

[01:51] .

[01:51] Morreu-me a última ilusão no peito!

[01:51] O mundo pode em vão ter alegrias,

[01:51] Mas o meu último sonho foi desfeito!...

[01:51] .

[01:51] FIM

Session Close: Thu Dec 02 01:57:11 1999

[04:37] <[Brightness]> estou a passar par o word um poema desta manha

[04:37] <[Brightness]> falo simmmmmm

[04:37] então manda-me para o meu mail

[04:38] para ler amanhã

[04:38] <[Brightness]> pera

[04:38] estou com muito sono e cansaço e fartura da vida :-)

[04:38] <[Brightness]> sim

[04:38] <[Brightness]> ??

[04:38] <[Brightness]> .

[04:38] <[Brightness]> .

[04:38] <[Brightness]> A LÁGRIMA AMORTALHADA

[04:39] <[Brightness]> Jaz retida dentro do peito

[04:39] <[Brightness]> a vontade da partida

[04:39] <[Brightness]> permaneço neste meu geito

[04:39] <[Brightness]> numa instância indefenida

[04:39] <[Brightness]> Nã sei se ficou ou se vou

[04:39] <[Brightness]> nem se busco ou perco tudo

[04:39] <[Brightness]> Desgosto-me do ke eu sou

[04:39] <[Brightness]> Acomodo-me e nada mudo!

[04:40] <[Brightness]> .

[04:40] que sucedeu?

[04:40] <[Brightness]> .

[04:40] <[Brightness]> Eu quisera ser banal

[04:40] <[Brightness]> despreocupada, isso sim!

[04:40] <[Brightness]> Fazer da vida um carnaval,

[04:40] <[Brightness]> e não padecer assim!

[04:41] <[Brightness]> Até a lágrima me evita

[04:41] <[Brightness]> até ela me despreza

[04:41] <[Brightness]> só minha sombra me visita

[04:41] <[Brightness]> quando me encontro indefesa

[04:43] <[Brightness]> .

[04:43] <[Brightness]> .Por favor, lágrima flui!

[04:43] <[Brightness]> sai do meu peito sofrido!

[04:43] <[Brightness]> faz-me ser o que nao fui!

[04:43] <[Brightness]> chora por mim, eu nao consigo!

[04:44] <[Brightness]> Lava-me o resto da poeira

[04:44] <[Brightness]> que o vento da Vida lançou

[04:44] <[Brightness]> escuta a prece derradeira

[04:44] <[Brightness]> desta alma que se finou!

[04:44] <[Brightness]> fimmmmmmmm

[04:45] gostei

[04:45] <[Brightness]> :)

[04:45] tem ritmo e é sentido

[04:45] <[Brightness]> ,

[04:45] mas tens de mudar o astral

[04:45] <[Brightness]> ,.

[04:45] <[Brightness]> ,

[04:45] <[Brightness]> .,

[04:45] <[Brightness]> QUANDO SE AMA!

[04:45] <[Brightness]> Quando se ama,

[04:45] <[Brightness]> que mais resta?

[04:45] <[Brightness]> inibir o pensamento,

[04:45] <[Brightness]> retrair a vontade,

[04:45] <[Brightness]> o desejo?

[04:45] <[Brightness]> Morder os lábios,

[04:45] <[Brightness]> e retrair o beijo??

[04:45] <[Brightness]> Quando se ama,

[04:46] <[Brightness]> que mais se teme??

[04:46] <[Brightness]> O risco de não ser-se amado?

[04:46] <[Brightness]> Quando se ama,

[04:46] <[Brightness]> que fazer

[04:46] <[Brightness]> á adrenalina,

[04:46] <[Brightness]> a essa chama,

[04:46] <[Brightness]> que em nossas veias

[04:46] <[Brightness]> reclama,

[04:46] <[Brightness]> o arder de uma fogueira

[04:46] <[Brightness]> entre os lençois

[04:46] <[Brightness]> da nossa cama?

[04:46] <[Brightness]> Quando se ama,

[04:46] <[Brightness]> Não há dois...

[04:46] <[Brightness]> porque a fusão é perfeita,

[04:46] <[Brightness]> porque o sentir é um só!

[04:46] <[Brightness]> Porque é nessa cama desfeita

[04:46] <[Brightness]> que nós os dois damos um nó!

[04:46] <[Brightness]> Quando se ama,

[04:46] <[Brightness]> os corpos deixam de existir,

[04:46] <[Brightness]> e sómente sussuros,

[04:46] <[Brightness]> e palavras de mel,

[04:46] <[Brightness]> adornam nosso dossel!

[04:46] <[Brightness]> Quando se ama,

[04:46] <[Brightness]> tudo pára!

[04:46] <[Brightness]> Menos nós!!

[04:46] <[Brightness]> fim

[04:46] .

[04:46] .

[04:47] :-)

[04:47] escreveste hoje?

[04:48] <[Brightness]> o anterior foi ontem

[04:48] <[Brightness]> o da lagrima amortalhada fui ha duas horas

Session Close: Wed Dec 08 04:54:02 1999

[23:57] ah!" já percebi

[23:57] estavas a exemplificar

[23:57] tb podias exemplificar com um poema teu :-)

[23:58] hehehe

[23:58] oki

[23:58] Sempre sonhei contigo...

[23:58] Sempre procurei a perfeição,

[23:58] De um amor perfeito

[23:58] Que encontrei em ti...

[23:58] Sempre procurei a felicidade,

[23:59] mas os mes ecritos estão em word 97, word 2 e rtf

[23:59] De uma vida feliz

[23:59] Que vivo contigo...

[23:59] Sempre procurei o amor,

[23:59] Uma alma gémea

[23:59] Que se escondia em ti...

[23:59] Sempre procurei um anjo,

[23:59] Perfeito como tudo

[23:59] não serve>?

[23:59] O que vive em ti...

[23:59] Sempre te procurei,

[23:59] Sem saber o que procurava

[23:59] Encontrei-te meu anjo-gémeo!!!

[23:59] Gathering 24/9/99 1:51

[23:59] tens muito ritmo e fluidez a escrever :-)

[00:00] :) tx

Session Close: Wed Sep 29 00:07:23 1999

[04:23] keres q te mande uma coisita?

[04:23] para mim é o rosto, o olhar, o sorriso

[04:23] escuto

[04:23] MÃOS

[04:24] .

[04:24] Gostava de desenhar aquelas mãos;

[04:24] Têm linhas vincadas

[04:24] e,desajeitadas,

[04:24] acentuam a fragilidade

[04:24] das coisas que tocam;

[04:24] E são enormes,

[04:24] como os gestos que fazem

[04:24] a contar historias

[04:24] que me prendem o olhar;

[04:24] Aquelas mãos

[04:24] dir-se-iam iguais a todas as outras

[04:24] Mas são únicas...(!)

[04:24] porque dormem no meu corpo.

[04:24] ...

[04:24] ...

[04:24] missdiabo,ja

[04:24] janeiro 95

[04:24] gosto muito do que escreves :-)

[04:24] bondade tua,miudo

[04:24] :)

[04:25] pq és gentil

[04:25] então tb nada escreverei de especial

[04:25] será apenas simpatia tua :-(

[04:25] nao...nada disso

[04:25] tu o disseste

[04:26] nao mistures as coisas

Session Close: Sat Dec 18 04:41:40 1999

.

.

1 comentário:

dina disse...

que loucura e que figuras eu faço no msn :P